Regulamento: Bolsas de Investigação

Sociedade Portuguesa de Hematologia 

Bolsas de Investigação

Regulamento

Objetivo – incentivar a investigação em Hematologia em Portugal, tal como definido nos estatutos da SPH: “A SPH tem por objeto promover e contribuir para o desenvolvimento da Hematologia, nas suas diversas expressões – clínica, laboratório, transfusão, imunohematologia e ciências afins – e nos seus diferentes aspetos – social (profilático e assistencial), técnico-científico, pedagógico, de investigação e profissional.

Âmbito – biologia das doenças hematológicas benignas e malignas (incluindo, mas não se restringindo, a biologia molecular e celular, bioquímica, imunologia, virologia), epidemiologia, diagnóstico, prevenção, terapêutica, qualidade de vida e cuidados de suporte;

Montante: 10 000 euros. Em cada ano, a Direção divulgará no Aviso de Abertura o número de projetos a financiar. Não são elegíveis para financiamento despesas relacionadas com equipamentos.

Duração: máxima de 2 anos

Local onde se desenvolve o projeto: instituição portuguesa (podendo incluir colaboração com instituições estrangeiras)

Habilitações dos candidatos: médicos (internos da especialidade ou jovens especialistas – até 5 anos após terminar o internato) e mestres em ciências da saúde (até 5 anos após obtenção do grau académico).

Condições/documentos necessários (a apresentar separadamente)

  1. Demonstração da qualidade de sócio da SPH, assim como da atualização da respetiva quota;
  2. Concordância do diretor/responsável do serviço a que pertence o candidato (carta);
  3. Aceitação do candidato na Instituição acolhedora (carta);
  4. Aceitação, por parte do candidato, das condições do concurso (carta)
  5. Projeto, do qual constem:
    1. Identificação do Proponente, do Serviço a que pertence e de eventuais outros serviços ou instituições que colaborem no projeto
    2. Título
    3. Racional do estudo
    4. Objetivos
    5. Metodologias a utilizar
    6. Tarefas a realizar
    7. Recursos materiais disponíveis e meios humanos afetos ao projeto
    8. Aspetos éticos relacionados com a investigação em seres humanos e/ou em animais de laboratório, incluindo comprovativo(s) de submissão à(s) Comissão(ões) de Ética aplicáveis (se selecionado, o prazo para apresentar comprovativo de aprovação será de 15 dias após a comunicação da decisão de financiamento).
    9. Resultados esperados
    10. Calendarização da execução do projeto
    11. Orçamento global do projeto, valor solicitado ao abrigo da Bolsa e menção de outras fontes de financiamento, se existirem
    12. Bibliografia
  6. Curriculum Vitae do candidato, discriminando: participações em projetos de investigação ou ensaios clínicos, comunicações (pósteres e comunicações orais) em reuniões científicas, artigos científicos publicados em revistas indexadas, artigos científicos publicados em revistas não indexadas, estágios realizados e respetivas avaliações, classificações obtidas nas várias fases da carreira, outros contributos e competências específicas para o desenvolvimento do projeto.
  7. Curriculum Vitae do orientador do projeto

Critérios de avaliação 

  1. Projeto
Critério Classificação Total
Pertinência da investigação proposta 5  
Originalidade 4  
Exequibilidade (temporal e financeira) 4  
Adequação dos métodos aos objetivos 4  
Aspetos éticos 3  
TOTAL 20 pontos  

 

2. CV do candidato

Critério Classificação Total
Participação em projetos 4  
Comunicações 3  
Publicações  em revistas indexadas 5  
Publicações  em revistas não indexadas 3  
Avaliações de estágios (i) 3  
Outros contributos e competências específicas para o desenvolvimento do projeto 2  
TOTAL 20 pontos  

 (i) Estágios tipo 1 (no âmbito do internato médico: classificações parcelares e/ou nota final) e tipo 2 (fora desse âmbito: informação do tutor do estágio). Para candidatos médicos: 50% para cada tipo, para candidatos não médicos: 100% para estágios de tipo 2.

 

3. Condições da instituição de acolhimento e competências do orientador

Critério Classificação Total
Experiência prévia no desenvolvimento de projetos 7  
Competências do orientador do projeto 7  
Disponibilidade de meios materiais e humanos para o desenvolvimento do projeto 6  
TOTAL 20 pontos  

 

Classificação da candidatura

Critérios de avaliação Classificação Ponderação Avaliação
Projeto   60%  
CV do candidato   20%  
Condições da instituição de acolhimento e competências do orientador   20%  
AVALIAÇÃO FINAL  

 

Avaliação das candidaturas – O Júri deverá emitir parecer sobre cada candidatura. A pontuação a atribuir é de 0 a 20 valores. Não serão financiados projetos classificados com menos de 14 valores. 

Prazos
Abertura de Concurso até 31 de Julho.
Apresentação de Candidaturas até 30 de Setembro.
Divulgação dos resultados na Sessão de Encerramento da Reunião Anual da SPH.

Disponibilização das verbas – No início do projeto será disponibilizada à Instituição 50% da verba; o restante será disponibilizado ao fim de 12 meses, mediante apresentação de relatório de progresso e de execução financeira.

(revisto em junho 2021)